terça-feira, 10 de julho de 2012

Trabalho Formal, Informal e Autônomo.


Trabalho Formal.

É aquele em que o trabalho é exercido com carteira assinada, de acordo com as legislação trabalhista vigente e, portanto, assegurando ao trabalhador todos os direitos a que faz juiz (contribuição á seguridade social; retenção de seguridade de imposto de renda - quando houver  base de incidência - sobre o salário; depósitos ao FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço); horas extraordinárias - quando prestadas -   com os acréscimos legais; abono de ferias e etc.). 
Vantagens: emprego formal pela CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas) com todos os direitos garantidos; possibilidades de aperfeiçoamento em suas habilidades profissionais; oportunidade de eventualmente ser admitido no quadro permanente de uma grande empresa por ser constantemente observado durante as realizações de suas tarefas.
Desvantagens: exigências de qualificação, humilhações, não pagamentos de horas extras, tarefas repetitivas e impossibilidade de maiores ganhos.


Trabalho Informal.

É aquele em que o trabalhador não tem carteira assinada, nos termos de legislação trabalhista vigente e, portanto tem suprimidos uma serie de direitos, como por exemplo: contribuição á seguridade social (que poderia lhe assegurar aposentadoria por tempo de contribuição em época oportuna); recolhimentos para o FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço); recebimento de abono de ferias e outros direitos acessórios e, até mesmo, possibilidade de comprovação de renda para obtenção de crédito, entre outros direitos e vantagens. 
Desvantagens: não tem seus direitos reconhecidos, como ferias, 13° salário, seguros e aposentadoria.

Trabalho Autônomo.

Há também, empresas e trabalhadores autônomos que atuam na informalidade, sem devida constituição e registro. Evidente que há uma enorme área de interseção entre estas empresas e trabalhadores autônomos e trabalhadores informais, visto que dada sua condição de atuação a margem da legislação, submetem os trabalhadores que contrata a esta mesma condição de informalidade.
Vantagens: faz seu próprio horário de trabalho, estipula seu próprio salário diante dos lucros, melhor negociação com si mesmo.
Desvantagens: instabilidade financeira (um mês pode render muito bem, mas o outro nem tanto), planejamento previdenciário próprio, administração de todos os aspectos envolvidos na função, e também e necessário arcar com os impostos da empresa, gastos com aluguel (que na maioria das vezes os trabalhadores autônomos tem suas empresas em lugares alugados.

7 comentários:

  1. Muito bom! Entretanto a primeira parte sobre o trabalho formal, as opiniões sobre as desvantagens estão muito generalizadas. Importante também colocar a fonte de pesquisa. Nota 3

    ResponderExcluir
  2. As informações contidas nesses conteudos para pesquisa é ótimo pois encontrei o que pesquisava para fazer um trabalho de direito.

    ResponderExcluir
  3. Demais! Nota 4, porque deveria ter colocado exemplos. E eu consegui fazer meu trabalho!

    ResponderExcluir
  4. as ideias são boas, porém precisam de embasamento ! É necessário que o seu público alvo, esteja ciente que tais publicações tem fundamento...
    nota 3

    ResponderExcluir